smash badminton technique

Quer aprender mais sobre o smash?

O smash é uma das pancadas mais utilizadas pelos jogadores de badminton. É a pancada que lhe vai permitir tomar conta do jogo no ponto. É uma pancada rápida e potente, batida de cima ara baixo em direção ao campo adversário. É essencial dominá-la de modo a poder progredir e desenvolver a sua prática.

O SMASH LONGO

O smash longo é ideal para encontrar comprimento e fazer recuar o seu adversário. Encontrar a zona mais comprida vai ajudá-lo a deixar o seu adversário com pouco tempo para preparar o seu movimento, nomeadamente quando o tenha feito deslocar-se à rede na pancada anterior. Com efeito, durante a deslocação de regresso, da rede para o fundo do campo, há boas hipóteses de que o seu adversário tenha a raquete em baixo. Uma pancada alta, nesse momento específico, será portanto a melhor resposta para lhe ganhar em velocidade.

O smash exige um grande empenhamento físico. É importante avançar sempre no campo quando faz um smash. Pode fazer um smash longo com ou sem salto, e com ou sem rotação do corpo e dos apoios. Tudo depende da altura do volante e da distância que vos separa. Então, falamos de “salto chinês” quando o smash é executado sem rotação do tronco.

Tecnicamente, o smash longo realiza-se da seguinte maneira: o ponto de impacto raquete/volante situa-se em cima, claramente à frente do seu corpo e na mesma linha, ou quase, do seu ombro e da sua raquete. A área de encordoamento bate, deste modo, no volante de cima para baixo e o suficiente para o lado de modo a poder utilizar todas as pancadas possíveis, com o máximo de precisão e de equilíbrio na batida. Para efetuar um ataque potente, tem de preparar o seu movimento e fazer uma transferência de massa de trás para a frente.

Se o seu adversário defende bem dos lados, um grande smash ao centro irá surpreendêlo.

 

 

 

O SMASH EM SALTO PICADO

Exigente fisicamente pois é necessário bater o volante o mais alto possível, este smash irá permitir-lhe, quer concluir o ponto, quer obter um volante mais fácil de lidar para voltar a atacar por trás, proporcionando assim um ângulo de ataque importante. Este smash é recomendado quando acaba de levar o seu adversário para o fundo do campo ou quando joga contra um adversário muito alto, a fim de lhe exigir mais esforço para defender. Com efeito, uma pessoa muito alta tem de se baixar para defender e um jogador que venha do fundo do campo terá tendência a estar mais elevado sobre as pernas e terá desse modo que se baixar.

É necessária uma colocação adequada para executar este smash: deve recuar bastante para ter o volante à sua frente a cima da cabeça e apontar o dedo indicador para o volante para fazer pontaria. Pode iniciar o salto quando estiver bem posicionado. Desta vez, pode bater ligeiramente o volante mais acima da sua cabeça, de cima para baixo, e assim dar-lhe uma trajetória descendente, picada. Para dar ainda mais potência ao seu smash, o seu salto deve ser executado para a frente. E se bater o seu volante a recuar ligeiramente, é preciso um pequeno movimento de pulso para dar ao volante esta trajetória descendente.

O “jump smash” é uma das pancadas mais agradáveis. Esta pancada, bem executada, irá impressionar o seu adversário.

 

 

O MEIO-SMASH

O meio-smash é uma pancada de ataque com objetivo construtivo. A pancada é menos rápida, embora o ângulo seja importante, é a precisão que é privilegiada. De facto, esta pancada é usada, não para terminar o ponto rapidamente, mas para perturbar o seu adversário e criar uma oportunidade para a pancada seguinte.

Pode, portanto, perturbar o seu adversário jogando para cima do seu corpo. A posição da sua raquete, por exemplo, segurar a raquete orientada para um drive de direita, provocará um atraso para o lado contrário e vice-versa, uma raquete orientada para cima provocará um atraso em baixo e vice-versa. Seguindo a mesma lógica, o seu adversário pode ser posto em dificuldades por um meio-smash se este estiver longe do volante. Ele terá então de se deslocar e ficará com um problema de tempo causado pela velocidade da pancada. As suas possibilidades de resposta serão, portanto, fortemente limitadas, dando, deste modo, uma vantagem indiscutível ao atacante.

Tecnicamente, este smash é executado da mesma maneira que os outros smashes, mas a velocidade de execução é menor e, por isso, a estabilidade do seu corpo é melhor, o que permite aumentar a sua precisão. Da mesma maneira que um smash picado, a utilização do pulso pode ser privilegiada para tentar fintar o seu adversário, mas isso irá reduzir consideravelmente a sua precisão.

 

Todos os Conselhos
Volant plume badminton

Que volante para que prática
Penas ou plástico? Provavelmente já se questionou. Então quais são as diferenças e para que tipo de jogador se destinam? Aqui estão alguns conselhos para o esclarecer na sua escolha. Ainda tem dúvidas?

VOLTAR PARA O TOPO